Encantadas

saberes mágicos em lugares sagrados.

É um processo criativo/curativo de imersão nos saberes e práticas de cura tradicionais, que emergiu em 2017 a partir de vivências e experimentações artísticas com a magia em rituais cotidianos e curativos realizados pelas mulheres curandeiras da Chapada do Araripe. Na infância, devido à partida em retirada da zona rural para a zona urbana sofri um apartamento deste universo, que agora o acesso através das memórias. É nas artes visuais que retomo esse lugar de escuta e imersão ao universo curandeiriço da região que meu corpo habita, investigando relações entre arte, curas e magia, que tem como base os saberes mágicos que habitam o intelecto das mulheres curandeiras, portanto sagradas.

 

Eliana Amorim

Eliana Amorim (Exu, Pernambuco. 1996-). Vive na região metropolitana do Cariri Cearense. Retirante. Artista visual, pesquisadora, arte-educadora e produtora cultural. É licenciada em Artes Visuais pelo Centro de Artes da Universidade Regional do Cariri- URCA.  É Co-líder do Grupo de Pesquisa NZINGA: Novos Ziriguindus (Inter)Nacionais. Atua no Coletivo Artivista Kretas com Prekito, é produtora do projeto musical Cantando Marias, e é integrante do Coletivo de artistas pretas e pretos TERREIRA.

Lab. de Artes Visuais

  • 051/Grande Circular
  • Isolamento Compulsório
  • Novas Abordagens Perceptivas do Real
  • Sonho causado pelo voo de uma abelha ao redor de uma romã, um segundo antes de acordar

Lab. de Audiovisual

  • Ocre
  • Estrada Aberta
  • Tempo de matar cachorro
  • Telma
  • Perdido
  • 7 CAIXAS

Lab. de Dança

  • 233 A, 720 Khalos
  • Afrontamento
  • Afrontamento
  • Corpos Embarcados

Lab. de Música

  • Sila Crvs A.O.A
  • Iracema Som Sistema
  • Ode ao Mar Atlântico
  • Orquestra Popular do Nordeste

Lab. de Teatro

  • Caldeirão de água no deserto – realidades e utopias?.
  • DESPEJADAS
  • Nossos Mortos
  • O retorno a Juberlano